Periodontite

Periodontite

Como prevenir a doença periodontal?

Manter uma boa saúde oral é fundamental para ter o restante do corpo em bom funcionamento. A periodontite ou doença periodontal pode ocorrer quando a gengivite não é tratada.  Esta é causada  pela placa bacteriana (uma substância pegajosa de cor esbranquiçada e amarelada que adere à dentição)  que se acumula acima e abaixo da linha da gengiva (a zona onde a gengiva se encontra com o dente) e pode levar a danos irreversíveis do osso e tecidos que suportam os seus dentes. De uma forma geral poderemos dizer que a periodontite é causada por uma infeção generalizada da boca. Se não for diagnosticada e tratada a tempo, pode conduzir à perda de dentes e, em casos mais graves, influenciar a saúde geral do paciente.

Não ignore os sinais

A periodontite é a fase final do percurso da doença das gengivas. Ao contrário da gengivite, não é reversível e normalmente tem consequências graves e duradouras no aspecto dos seus dentes e gengivas. Por isso, é extremamente importante que impeça este problema de avançar.

Mau hálito e gengivas vermelhas e inchadas, sangrar ao escovar os dentes ou usar o fio dentário,  são sinais de doença gengival precoce que não devem ser ignorados. Se sentir qualquer um destes sintomas deve consultar imediatamente o seu médico dentista e assim aconselhar-se quanto ao melhor tratamento a fazer antes que o problema se agrave.

PLACA BACTERIANA

O que pode produzir esta acumulação bacteriana que dá origem à periodontite?

  • O tabaco: fumar é um dos fatores de maior risco que levam a que se contraia esta doença;
  • Diabetes: os pacientes que sofrem de diabetes têm mais tendência a desenvolver infeções nas gengivas;
  • Má higiene oral: é fundamental escovar os dentes após cada refeição, assim como complementar a limpeza com colutório, fio dental e escovilhões interdentários. Além disso, é necessário efetuar uma limpeza dentária profissional, pelo menos, uma vez por ano;
  • Alterações hormonais: sobretudo em mulheres, produzindo uma maior sensibilidade nas gengivas. Se esta sensibilidade evoluir para gengivite e não for tratada a tempo, é muito provável que se agrave, tornando-se uma periodontite;
  • Predisposição genética;
  • Xerostomia: a secura da boca também é um fator a considerar, pois aumenta o risco. Se ficarmos sem saliva, que constitui a proteção mais importante da cavidade oral, será muito mais fácil a ocorrência de infeções;
  • Uma dieta desequilibrada e um estilo de vida pouco saudável.

Prevenir a periodontite

Por prevenção, adopte uma boa rotina de higiene oral. Escove os seus dentes duas a três vezes ao dia, com uma pasta de dentes com flúor , utilize o fio dentário ou uma escova interdental suave todos os dias e não se esqueça de visitar o seu médico dentista com alguma regularidade.

Se não se recorrer ao tratamento por um profissional e não se tiver em conta uma série de regras higiénicas e nutricionais, as gengivas ficarão inflamadas, podendo ocorrer sangramento, o que é comum, mas nem por isso normal. Umas gengivas que sangram nunca são saudáveis.

Agende já a sua consulta de avaliação.

Centro Clínico São Cristóvão

Ligue 915 307 915  ou 214 944 231 ou 214 925 682.

Ou em alternativa, envie-nos um email  e nós contactamos.