ENDODONTIA

Endodontia

Já ouviu falar em desvitalização ou endodontia?

A Endodontia, é a especialidade da Medicina Dentária que se ocupa da parte interna dos dentes (polpa – nervo e vasos sanguíneos) e por consequência da área anexa às raízes.

Vulgarmente designada por desvitalização ou tratamento de canal, este tratamento consiste na limpeza interna do dente. (mas normalmente as pessoas associam à remoção do nervo do dente).

Embora o termo desvitalização nem sempre se aplica, pois frequentemente o dente já não se encontra vivo (vital), razão pela qual a endodontia, nestes casos, não implica uma verdadeira desvitalização.

Endodontia, em que se baseia esta intervenção?

O tratamento endodôntico consiste na remoção da polpa inflamada ou infeccionada dos canais, desinfecção e obturação dos mesmos com um material biocompatível que impede a proliferação bacteriana. Após o tratamento a dor deverá desaparecer.

SINAIS

Existem alguns sinais que nos indicam que poderá necessitar de uma desvitalização, tais como:

  • Sensibilidade a alimentos quentes e frios;
  • Dor aguda ao trincar;
  • Cárie profunda; esta apresenta uma grande incidência na população e consequentemente torna-se a principal causa para a necessidade de desvitalizar os dentes;
  • Ferimento que crie um abcesso (infeção) no osso;
  • Complicações de origem traumática (pancada, queda).

A endodontia justifica-se essencialmente nos casos em que é afetada a polpa ou nervo dentário. Em alguns casos, com a desvitalização, é possível evitar extrações desnecessárias e preservar o dente natural.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO DE ENDODONTIA

A desvitalização é realizada, normalmente, em várias sessões, embora em determinados casos se possa efetuar numa única sessão. As múltiplas sessões ajudam a avaliar a resposta do dente ao respetivo tratamento.

No final do tratamento, geralmente o dente é restaurado com um material provisório até se avançar com a reabilitação definitiva, o mais brevemente possível, para evitar que haja contaminação e/ou fratura do dente.

A restauração dos dentes poderá ser feita de forma directa ou indirecta (overlay ou coroa fixa), dependendo da extensão da cavidade.

DENTE DESVITALIZADO

A durabilidade de um dente desvitalizado depende muito de caso para caso, ou seja, muitos fatores que podem influenciar a sua durabilidade, dos quais podemos destacar:

  • Estado inicial do dente
  • Tipo de restauração
  • Higiene oral

Um tratamento de endodontia tem efeitos permanentes, como tal, o dente não deve voltar a ser foco de dor ou incómodo.

Se sente dor ou tem sensibilidade dentária, consulte um médico dentista. Não permita que o problema se agrave nem corra riscos desnecessários.

VANTAGENS DO TRATAMENTO

Consoante o caso, o seu dente pode estar afetado por um quadro de fratura ou cárie avançada, que pode colocar em risco a polpa dentária, formada por vasos sanguíneos fibras nervosas.

Caso este cenário se comprove, a intervenção é indispensável para impedir que essa parte interna seja prejudicada. Mas quais os benefícios deste tratamento?

  • Prevenção da extração dentária, permitindo assim, que o dente fique na sua boca, sem sintomatologia
  • Prevenção de lesões de dimensões variadas que poderão afetar não só o dente em causa mas também outras áreas envolventes, como por exemplo, o osso alveolar
  • Poderá evitar no futuro tratamentos dispendiosos, como por exemplo, o implante dentário para substituir o dente extraído.

 

Agende já a sua consulta de Medicina Dentária na Amadora.

Centro Clínico São Cristóvão

Tm 915 307 915