Psiquiatria

Psiquiatria

A palavra Psiquiatria deriva do Grego e quer dizer “arte de curar a alma”. A Psiquiatria é a ciência que se dedica ao estudo e ao tratamento das doenças mentais. O seu objectivo é prevenir, diagnosticar, tratar e reabilitar os distúrbios da mente.

A ORIGEM

Aparentemente, a Psiquiatria originou-se no século V a.C., enquanto que os primeiros hospitais para doentes mentais foram criados na Idade Média. Durante o século XVIII a Psiquiatria evoluiu como campo médico e as instituições para doentes mentais passaram a utilizar tratamentos mais elaborados e humanos. No século XIX houve um aumento importante no número de pacientes. No século XX houve o renascimento do entendimento biológico das doenças mentais, introdução de classificações para os transtornos e medicamentos psiquiátricos.

O Alemão Emil Kraepelin (1856-1926) é mencionado como o pai da Psiquiatria e o responsável por incluir esta ciência no âmbito da medicina. A partir das suas contribuições, a psiquiatria começou a considerar tanto os factores psicológicos e sociais como as questões biológicas no tratamento dos pacientes.

AS DOENÇAS

Entre as doenças mentais dos adultos mais importantes na área da Psiquiatria encontram-se as seguintes:

  • Dependências (alcoolismo e toxicodependência);
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Doença bipolar;
  • Doenças do comportamento alimentar (bulimia, anorexia);
  • Perturbação obsessivo-compulsiva;
  • Esquizofrenia;
  • Síndrome de pânico;
  • Depressão pós-parto;
  • Stress pós-traumático;
  • Perturbações dissociativas (alterações da personalidade);
  • Doenças aditivas;
  • Doenças do comportamento sexual;
  • Disforia de género;
  • Perturbações do sono;
  • Alterações cognitivas;
  • Demências.

Os psiquiatras são médicos especializados no cuidado da saúde mental por meio do tratamento da doença mental, através do modelo biomédico de abordagem das perturbações psíquicas, incluindo o uso de medicamentos. Alguns psiquiatras especializam-se em certos grupos etários como pedopsiquiatras (especialistas em crianças e adolescentes) e os gerontopsiquiatras (especialistas em problemas psiquiátricos dos idosos; também designada por Psiquiatria Geriátrica).

Muitos médicos que redigem um atestado de sanidade (tanto em casos civis quanto criminais) são psiquiatras forenses, que também se especializaram no tratamento de criminosos e ou pacientes que apresentam factores de risco.

O objetivo principal é aliviar o sofrimento e promover o bem-estar psíquico, biológico e social do doente.

As perturbações mentais ou problemas psíquicos podem ser tratados através de medicamentos ou terapias, como a psicoterapia.

A terapêutica psiquiátrica evoluiu muito nas últimas décadas e se no passado os pacientes psiquiátricos eram hospitalizados em Hospitais psiquiátricos por muitos meses ou mesmo por toda a vida, nos dias de hoje, a maioria dos pacientes é atendida em ambulatório (consultas externas). Se a hospitalização é necessária, em geral é por poucas semanas, sendo que poucos casos necessitam de hospitalização a longo prazo.

Para definir o tipo de tratamento mais indicado é realizada uma avaliação do estado mental e da história clínica do paciente.  Agende já a sua consulta no Centro Clínico São Cristóvão. Ligue 915 307 915.