DISTANCIAMENTO SOCIAL

afastamento social

AFASTAMENTO

O que é o distanciamento social? Que cuidados devo ter antes de sair de casa? E ao entrar em casa? Estas são algumas perguntas para as quais é possível encontrar respostas no manual lançado esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre distanciamento social durante a pandemia de COVID-19.

“As medidas de afastamento social, como o isolamento e o distanciamento social são essenciais em Saúde Pública, especialmente utilizadas em resposta a uma epidemia”, diz o documento, destacando que o isolamento é indicado para quem teve contacto com uma pessoa com COVID-19 ou para quem foi diagnosticado com a infeção e não precisa de internamento.

Já as medidas de distanciamento social, são medidas a adotar para reduzir a interação social entre pessoas, de forma a reduzir a transmissão da doença por COVID-19. Entre as recomendações, a DGS diz que as pessoas devem manter, sempre que possível, uma distância superior a dois metros das outras pessoas, lavar as mãos com regularidade, trabalhar a partir de casa e recorrer a entregas ao domicílio.

Manual da DGS: o que precisa de saber sobre distanciamento social

O manual apresenta também os cuidados a ter em isolamento, nomeadamente nos espaços partilhados, higiene pessoal e das superfícies, tratamento de resíduos, roupas, entre outros. Por outro lado, indica o que fazer se desenvolver sintomas e como justificar as faltas à entidade patronal. Se a pessoa em isolamento tiver COVID-19, o médico irá emitir o Certificado de Incapacidade Temporária para o trabalho. Se tiver tido contacto com um caso positivo, a Autoridade de Saúde da sua área de residência emitirá uma Declaração para efeitos de isolamento profilático.

Por fim, o documento apresenta uma lista de cuidados a ter ao entrar em casa, quando sai de casa e na convivência com pessoas em isolamento.

Quando entra no seu domicílio deve, por exemplo, tentar não tocar em nada antes de lavar as mãos, tirar os sapatos e deixá-los na entrada, deixar a carteira e outros objetos numa caixa na entrada e colocar a roupa para lavar. Se tiver que sair, a DGS sugere que use camisolas de manga comprida, que apanhe o cabelo e não use acessórios e que não toque na cara se não tiver as mãos limpas, entre outras medidas.

Saiba Mais Aqui

FonteDGS

ORIENTAÇÕES NA ÁREA DA ALIMENTAÇÃO

alimentação saudável em tempos de COVID-19

Conselhos 

6 passos para uma alimentação saudável em tempos de COVID-19

Coma mais fruta e hortícolas.
Coma, pelo menos, sopa de hortícolas ao almoço e jantar e 3 peças de fruta. Dentro do grupo das frutas e hortícolas opte por aqueles com maior durabilidade e os produtos congelados também podem ser uma boa opção, uma vez que as suas propriedades nutricionais são mantidas.

Beba água ao longo do dia e sem açúcar.
Manter um bom estado de hidratação é essencial, vá bebendo água ao longo do dia. Beba por dia 1,5 a 1,9L de água (8 copos de água).

Aproveite para recuperar a presença do feijão, do grão e das ervilhas à mesa.
Em tempos de muitos enlatados em casa, pode ser uma oportunidade para voltar a valorizar as leguminosas, que são fontes de fibra e vários nutrientes importantes.

Mantenha a rotina das refeições diárias, evitando snacks com excesso de
açúcar e sal ao longo do dia.
Que este período em que está mais por casa, não seja um estímulo ao consumo de alimentos com elevada densidade energética e baixo valor nutricional. Para os snacks escolha opções mais saudáveis.

Aproveite esta oportunidade e cozinhe saudável com os seus filhos.
Neste período por casa, há oportunidades que se criam. Use o seu tempo livre para ensinar os mais novos a cozinhar de forma saudável.

Faça uma alimentação completa, variada e equilibrada, seguindo os princípios da Roda dos Alimentos

Coma alimentos de grande grupo da roda e beba água diariamente. Coma em maior quantidade os grupos com maior dimensão e em menor quantidade os grupos mais pequenos. E vá variando diariamente e ao longo do dia, consumindo alimentos diferentes dentro de cada grupo da roda.

FonteDGS

Estou em isolamento. E agora?

isolamento

Está em casa?

Se lhe foi indicado isolamento, fique a saber quais as medidas recomendadas e os cuidados que deve ter em casa.

Saiba mais:

Durante o periodo de isolamento não se dirija ao trabalho, à escola ou a espaços públicos, nem utilize transportes públicos.
Deve permanecer numa divisão própria e evitar contacto com outros em espaços comuns.
Não partilhe pratos, copos,utensílios de cozinha, toalhas,lençóis ou outros artigos pessoais.
Não convide pessoas para sua casa. Caso seja urgente falar com alguém, faça-o por telefone.
Evite deslocações desnecessárias a serviços de saúde e ligue antes para averiguar alternativas.
Lave as mãos frequentemente,com água e sabão durante, pelo menos 20 segundos.
Deve utilizar uma máscara quando estiver com outras pessoas.
Tape a boca e o nariz com um lenço descartável, deite o lenço no lixo e lave as suas mãos.
Meça a sua temperatura diariamente e informe se surgir um agravamento dos sintomas.
Coloque os resíduos produzidos num saco de plástico diferente dos restantes. Encha apenas até 2/3 e feche bem.

FonteDGS

Grupos de risco Covid-19

Faz parte do grupo de risco?

As pessoas com mais risco

Quais são os grupos de risco para a COVID-19?

Os grupos de risco são as pessoas com:

  • idade avançada (70 anos ou mais)
  • doenças crónicas pré-existentes como:
    • doenças cardiovasculares
    • diabetes
    • doença crónica respiratória
    • hipertensão
    • doença oncológica
  • sistema imunitário comprometido

Tenho mais de 70 anos. Posso sair de casa?

Faz parte do grupo de risco, por isso só pode sair para fazer coisas muito específicas. A indicação é para fazer isolamento obrigatório na sua residência e só pode sair em circunstâncias muito excecionais, como por exemplo:

  • ir ao banco
  • ir aos correios (pode ir receber a sua reforma, sem problema)
  • ir comprar alguma coisa essencial
  • ir ao centro de saúde
  • para um pequeno passeio
  • passear o seu animal de companhia

Contudo, a indicação é para evitar saídas, por isso peça ajuda aos seus familiares ou vizinhos.

Tenho diabetes. Posso sair de casa?

Deve evitar sair de casa, uma vez que as pessoas com diabetes fazem parte do grupo de risco. Todas as pessoas com o sistema imunitário enfraquecido e portador de doenças crónicas têm maior dificuldade em enfrentar a doença. Deve por isso ter atenção redobrada às medidas de prevenção e evitar sair de casa a não ser para situações de extrema necessidade.

Qual o risco para quem tem doenças autoimunes e toma imunossupressores?

É difícil definir com exatidão qual o grau de risco para estas situações, mas é assumido que, à semelhança do que acontece com outras infeções, os tratamentos com imunossupressores aumentam o risco de doença mais grave. No entanto, a não toma destas terapêuticas pode trazer um risco para a saúde do doente ainda maior que o potencial risco do COVID-19. Por isso, cada caso terá de ser individualizado e sempre discutido com o médico assistente.

Vivo com uma pessoa que pertence a um grupo de risco. Devo ficar em casa ou posso continuar a trabalhar?

A indicação do Governo é o recurso ao teletrabalho sempre que seja possível. Caso não seja possível, deverá adotar todas as recomendações das autoridades de saúde quando sai de casa e quando regressa, como a lavagem das mãos e a lavagem da roupa utilizada.

Estou grávida, pertenço ao grupo de risco?

Não. Apesar de o número de casos de infeção COVID-19 em grávidas não ser elevado, devemos assumir que o risco é o mesmo da população geral. Esta é a conclusão do Núcleo de Estudos de Medicina Obstétrica (NEMO) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), pelo que recomenda que as grávidas devem cumprir as medidas de redução de contágio como o isolamento social e a etiqueta respiratória.

FonteDGS